X

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!

Aos 4 meses, corvos são tão inteligentes quanto primatas adultos

Corvos com 4 meses de vida já são tão inteligentes quanto orangotangos e chimpanzés adultos (Foto: Pixabay)

Aos 4 meses de vida, a inteligência dos corvos em relação a tarefas que testam a compreensão do mundo físico e como interagem com outras aves da espécie pode ser comparada à de grandes primatas adultos, de acordo com estudo publicado na revista científica Scientific Reports na última quinta (10/12).

Cientistas alemães testaram as habilidades cognitivas de oito corvos criados em cativeiro com 4, 8, 12 e 16 meses de idade, usando uma série de testes. As habilidades investigadas incluíam memória espacial; permanência do objeto (entender que algo ainda existe mesmo fora da visão); compreender números relativos e adição; e capacidade de se comunicar e aprender com um humano.

O estudo descobriu que o desempenho cognitivo dos corvos era semelhante tanto aos 4 meses de vida quanto aos 16, sugerindo que a velocidade com que as habilidades mentais dessas aves se desenvolvem é relativamente rápida e se mostra quase completa com poucos meses de idade.

Segundo os pesquisadores, aos 4 meses, os corvos se tornam cada vez mais independentes dos pais e começam a descobrir o ambiente ecológico e social em que estão inseridos. Embora o desempenho das tarefas varie entre os indivíduos, as aves apresentaram melhor desempenho em testes de adição e compreensão de números relativos e pior desempenho nas tarefas de memória espacial.

Comparando a inteligência dos corvos com o de 106 chimpanzés e 32 orangotangos que realizaram tarefas semelhantes em um estudo anterior, os autores descobriram que, com exceção da memória espacial, o desempenho cognitivo das aves era muito semelhante ao desses grandes primatas.

As descobertas fornecem evidências de que os corvos, assim como orangotangos e chimpanzés, podem ter desenvolvido habilidades cognitivas gerais e sofisticadas. Os cientistas alemães propõem que essas curiosas aves desenvolveram habilidades cognitivas avançadas em resposta a um ambiente em constante mudança, onde a sobrevivência e a reprodução dependem da cooperação e das alianças entre os corvos.

Ainda assim, os pesquisadores alertam que o desempenho dos indivíduos estudados pode não ser representativo de toda a espécie.

Categories: Ciência
João Paulo Martins:

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!