Veganos podem ter baixos níveis de iodo, diz estudo

Seguidores de dietas livres de produtos animais correm mais risco de apresentar hipotireoidismo, de acordo com uma pesquisa

Imagem de veganismo - Pixabay

Veganos devem suplementar a falta de vitamina B12, mas também devem estar atentos aos níveis de iodo no organismo (Foto: Pixabay)

Quem segue dietas à base de plantas, incluindo as veganas, tendem a deixar de lado produtos de origem animal, o que gera uma dúvida se elas causam potenciais consequências para a saúde, como a falta de nutrientes, em especial as vitaminas do complexo B e os aminoácidos.

Normalmente, o veganismo é associado à deficiência de vitamina B12 por uma razão simples: esse nutriente essencial para o organismo é muito presente em produtos de origem animal como ovos e carne.

Alguém que come uma dieta puramente vegetal deve ingerir suplementos de B12 para evitar a deficiência, que pode levar a problemas do sistema nervoso, à fraqueza muscular, à fadiga entre outros sintomas.

Com o tempo, aumentou a consciência de que os veganos necessitam da suplementação desse nutriente e o mercado passou a disponibilizar alimentos fortificados, como o fermento nutricional com adição de B12.

Estudo da suposta deficiência

Para entender os efeitos da dieta vegana na ingestão adequada de nutrientes, pesquisadores alemães avaliaram as dietas de voluntários veganos e onívoros e descobriram que não havia diferença nos biomarcadores para B12, bem como vitamina D e ferro – três onívoros e quatro veganos do estudo apresentaram deficiência de ferro.

No entanto, a pesquisa, publicada no início do ano no jornal científico Deutsches Ärzteblatt International, encontrou uma deficiência diferente que afetou um número significativo de veganos que participaram da pesquisa: o iodo.

Cientistas descobriram que os seguidores do veganismo possuem níveis “marcadamente mais baixos” de iodo em comparação com os não veganos, e um terço dos participantes veganos foram incluídos no que a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera deficiência grave de iodo.

Segundo a pesquisa, os níveis suficientes de B12 podem ser decorrentes da suplementação feita pelos veganos.

No entanto, os que seguem a dieta livre de produtos de origem animal podem ter dificuldade em obter uma ingestão adequada de iodo, o que aumenta o risco de hipotireoidismo.

Por outro lado, os pesquisadores afirmam que o veganismo possui alguns benefícios potenciais para a saúde, incluindo a redução no consumo de gordura saturada e colesterol, o que pode ajudar a proteger o coração e o sistema circulatório.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.