EUA passam a ter teste caseiro para covid-19

Chamado de LAMP, o exame diz ter eficácia parecida com o PCR e pode revelar o resultado em apenas 30 minutos

Novo Teste para Coronavirus

Que tal realizar o teste para SARS-CoV-2 dentro de casa? Isso será possível, em breve, nos Estados Unidos (Foto: Pixabay)

A Food and Drug Administration (FDA), espécie de Vigilância Sanitária dos Estados Unidos, deu carta branca na última terça (17/11) para o primeiro teste rápido do novo coronavírus (SARS-CoV-2) que pode ser executado totalmente dentro de casa.

O exame, desenvolvido pela empresa Lucira Health, com sede na Califórnia (EUA), requer receita médica. Pessoas com menos de 14 anos também não podem realizar o teste em si mesmas. Mas com um esfregaço nasal relativamente simples, o exame pode retornar resultados em até 30 minutos e seu custo é estimado em US$ 50 (cerca de R$ 282), de acordo com o site do produto.

Os médicos também podem executar o teste em pacientes, incluindo crianças com menos de 14 anos, potencialmente entregando as respostas durante uma única visita a um centro de saúde ou farmácia, em vez de encaminhar a pessoa para um laboratório.

Vários outros testes foram liberados pela FDA para coleta de amostras em casa, que são enviadas a um laboratório para processamento. Mas o teste da Lucira é o primeiro a eliminar a necessidade de um intermediário.

A expectativa é de que pessoas que testam positivo para a covid-19 se isolem dos outros por 10 dias a partir do aparecimento dos sintomas, ou do dia em que testaram positivo, de acordo com as diretrizes dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA.

Os testes de laboratório que procuram o material genético do coronavírus usando uma técnica chamada reação em cadeia da polimerase (PCR, na sigla em inglês), ainda são considerados o padrão ouro para detectar o vírus.

Mas o novo teste caseiro se baseia em princípios semelhantes, usando um método chamado reação de amplificação mediada por loop, ou LAMP.

Assim como o PCR, o LAMP copia repetidamente o material genético até atingir níveis detectáveis, tornando possível identificar o SARS-CoV-2 mesmo quando ele está presente apenas em níveis muito baixos no trato respiratório.

Embora seja mais rápido e menos complicado que o PCR, o LAMP é geralmente considerado menos preciso.

No exame caseiro, a pessoa deve girar um cotonete em ambas as narinas, depois mergulhar e num frasco de produtos químicos e agitá-lo. Esse frasco é então conectado a um cartucho de teste que processa a amostra. Em meia hora, o cartucho acenderá como “positivo” ou “negativo”.

As diretrizes americanas observam que as pessoas que fazem o teste devem relatar os resultados aos seus profissionais de saúde, que devem informar as autoridades de saúde pública para ajudar a rastrear a propagação da covid-19.

De acordo com as instruções do produto, o teste LAMP da Lucira Health foi capaz de detectar com precisão 94% das infecções em comparação com o método PCR. Ele também identificou corretamente 98% das pessoas saudáveis e não infectadas.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.