Guinness faz recall de sua cerveja sem álcool

A cervejaria irlandesa, que pertence à Diageo, descobriu que todo o lote da nova 0.0 está contaminado por micro-organismos

Guinness Sem Álcool Recall

Lançada em outubro, a nova cerveja Guinness 0.0, sem álcool, foi recolhida do mercado por contaminação (Foto: Guinness/Divulgação)

A empresa de bebidas Diageo, dona de marcas como Ciroc, Johnnie Walker e Smirnoff, está fazendo recall de toda a recém-lançada cerveja Guinness 0.0, sem álcool, devido a “contaminação microbiológica”. A informação foi divulgada pelo jornal britânico The Guardian na última quarta (11/11).

Apenas duas semanas após o lançamento, a Diageo alerta que as latas da nova Guinness, que levou quatro anos para ser desenvolvidas, podem ser “perigosas para consumo” e aconselha os consumidores que adquiriram a cerveja sem álcool a descartá-la ou devolvê-la ao local onde foi comprada.

A contaminação teria ocorrido durante o processo de produção em sua cervejaria St James’s Gate em Dublin, na Irlanda, e testes estão sendo realizados para estabelecer a causa, de acordo com o The Guardian. Enquanto isso, tanto a produção quanto o envase foram interrompidos.

“Como medida de precaução, estamos fazendo o recall da Guinness 0.0 na Grã-Bretanha devido a uma contaminação microbiológica que pode tornar algumas latas inseguras para o consumo. O problema é isolado da Guinness 0.0 e não afeta nenhuma outra variedade ou marca da cervejaria. Se você comprou a 0.0, não a consuma. Em vez disso, devolva o produto ao ponto de compra para um reembolso total. Lamentamos que isso tenha acontecido”, diz um porta-voz da Guinness, citado pelo jornal britânico.

Os consumidores estão sendo orientados a entrar na área de perguntas e respostas do site da cervejaria irlandesa.

Ainda de acordo com o porta-voz, como o produto é novo, havia relativamente poucas latas no mercado, mas não revelou quantas.

Segundo o The Guardian, a Guinness 0.0 foi colocada à venda no final de outubro em embalagens de 440ml e nas redes de supermercados britânicos Waitrose e Morrisons, com planos de distribuição para outros varejistas. Deveria estar disponível em forma de chope nos pubs na próxima primavera (outono no Hemisfério Sul) e ser lançada em outras partes do mundo no final de 2021.

A nova bebida foi criada para atender aos consumidores que preferem consumir cerveja sem álcool, especialmente em meio à pandemia de covid-19, que o consumo residencial aumentou bastante.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.