Entenda a doença de Haff, que causa urina escura e registra 13 casos na Bahia

Problema de saúde é associado à mialgia (lesão nos músculos) e no caso das vítimas baianas, foi associado à ingestão de peixes contaminados

Peixes - Pixabay

Peixes contaminados com metais pesados podem provocar rabdomiólise, caracterizada por dores musculares e urina escura (Foto: Pixabay)

Em comunicado divulgado na última quinta (12/11), a secretaria de Saúde do Estado da Bahia confirmou três novos casos da doença de Haff (rabdomiólise), todos residentes no município de Camaçari, relacionados ao consumo de peixe.

Com isso, já são 13 pessoas que apresentam como sintoma principal a urina escura, uma possível consequência de lesão nos músculos esqueléticos conhecida como rabdomiólise.

“As células musculares, quando sofrem um estresse excessivo, liberam no sangue uma substância chamada mioglobina, que passa a ser filtrada pelos rins. Esse processo pode causar insuficiência renal aguda, pois essa proteína, em quantidades elevadas, pode danificar o rim”, esclarece o nefrologista Elias David Neto, do hospital Sírio-Libanês, de São Paulo (SP), citado no site da instituição médica.

Segundo o especialista, qualquer tipo de mialgia (dor muscular) aguda e de forte intensidade libera a mioglobina, o que pode lesionar o rim.

Os recentes casos de rabdomiólise ou doença de Haff na Bahia têm como sintomas comuns, além da urina escura:

  • Dores fortes no pescoço
  • Dores articulares
  • Dores ao simples toque no corpo
  • Suor excessivo

De acordo com o médico do Sírio-Libanês, as possíveis causas de mialgia são:

  • Esforços físicos excessivos
  • Posicionamento corporal inadequado no trabalho ou durante o sono
  • Infecções virais ou bacterianas
  • Contaminação por metais pesados (podem estar presente em pescados)
  • Uso de certos medicamentos, como quimioterápicos e estatinas
  • Uso de cocaína
  • Doenças como lúpus, malária, febre hemorrágica e poliomielite

Diagnóstico e tratamento da rabdomiólise

Como mostra o hospital paulista, pacientes que estão com urina escura ou que tenham outro sintoma relacionado à mialgia devem procurar ajuda médica o quanto antes.

O médico fará uma avaliação clínica e pode solicitar exames específicos de sangue, fezes e urina para descobrir o que está causando a lesão muscular.

O tratamento da rabdomiólise ou doença de Haff consiste, inicialmente, na interrupção do que está provocando danos nos tecidos musculares e, consequentemente, nos rins.

Geralmente, os cuidados envolvem repouso; hidratação para aumentar o fluxo urinário e medicamentos analgésicos.

Se houver danos graves nos rins, pode ser necessária a realização de diálise. Medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (sem corticoide) são contraindicados para tratar a este tipo de mialgia aguda, pois podem piorar a agressão aos rins.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.