X

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!

Ruibarbo: conheça a planta pouco consumida no Brasil

Os caules do ruibarbo podem ser consumidos crus ou cozidos em diversos preparos (Foto: Pixabay)

O ruibarbo (Rheum rhabarbarum) é uma planta conhecida por suas folhas verdes parecidas coma couve e seus caules avermelhados que lembram aipo em forma e textura.

Embora o ruibarbo tenha se originado na Ásia, agora, ele é cultivado na Europa e na América do Norte, principalmente no chamado Triângulo do Ruibarbo: entre as cidades de Wakefield, Morley e Rothwell, no Reino Unido.

Nos Estados Unidos, o noroeste do Pacífico talvez seja a área mais comum para o cultivo de ruibarbo, pois a planta se desenvolve bem nesse clima.

É venenoso?

Como mostra o site americano HowStuffWorks? normalmente, apenas o caule do ruibarbo é seguro para comer tanto cru quanto não cozido. Essa parte da planta não contém veneno, embora a dica é que se deve cozinhá-lo antes de comer, para torná-lo mais palatável.

Já as folhas do ruibarbo são uma história diferente e não devem ser consumidas, a menos que queira uma intoxicação alimentar desagradável. “Folhas de ruibarbo contêm uma toxina letal conhecida como ácido oxálico. Embora outras plantas também o tenham em pequenas quantidades, as folhas do ruibarbo possuem uma dose muito potente, o que as torna mais tóxicas para os humanos”, alerta o site especializado em curiosidades.

Claro que é quase improvável que uma pessoa coma o suficiente para receber uma dose letal de ácido oxálico com as folhas de ruibarbo. Mas o risco definitivamente existe. E o consumo pode causar náuseas ou vômitos, mesmo em pequenas quantidades.

As folhas do ruibarbo possuem ácido oxálico, que é venenoso para os humanos (Foto: Pixabay)

Como cozinhar ruibarbo?

Existem inúmeras maneiras de preparar essa planta. Os mais comuns são a torta e a geleia. A dica do HowStuffWorks? é combinar o sabor doce do morango com o sabor levemente ácido do ruibarbo. Também é comum combinar maçãs com o vegetal.

Para refeições salgadas, a dica é experimentar queijo brie assado com chutney de ruibarbo e frango ou peixe com ruibarbo. E se quiser preparar costeletas de porco na cerveja, pode fazer um molho agridoce à base da planta.

Mas para quem não quer cozinhar, a dica é pegar um talo de ruibarbo cru e mergulhá-lo no açúcar para um lanche crocante.

Benefícios para a saúde

O site lembra que os antigos chineses já consideravam o ruibarbo um remédio purgativo prático. “Segundo relatos, Marco Polo encontrou ruibarbo em suas viagens à China em 1271. Os romanos também o usavam como medicamento para limpar os intestinos”, diz o HowStuffWorks?.

As propriedades medicinais do ruibarbo são conhecidas há tempos nas Américas e na Europa. “O ruibarbo tem a reputação de ajudar na digestão, embora não esteja claro até que ponto a ciência apoia essa afirmação”, diz o site.

Ele acrescenta que os cientistas estão estudando os efeitos da planta para tratamento de insolação; insuficiência renal; cicatrização de feridas; contra o câncer; e por suas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.

Categories: Alimentação
João Paulo Martins:

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!