Elon Musk enviará missão a Marte em 2024

O bilionário sul-africano e CEO da SpaceX diz que aproveitará a “segunda janela” de lançamento até o Planeta Vermelho, que ocorrerá nessa data

Elon Musk Conferência Marte - YouTube

Em conferência na última sexta (16/10), Elon Musk, CEO da SpaceX, diz que enviará uam missão não tripulada a Marte em 2024 (Foto: YouTube/The Mars Society/Reprodução)

A SpaceX, empresa aeroespacial criada pelo visionário sul-africano Elon Musk, está quase pronta para começar a construção de uma base permanente em Marte, por meio de uma missão não tripulada no foguete Starship.

O voo até o Planeta Vermelho deve ser lançado em apenas quatro anos, de acordo com Elon Musk, que participou da convenção virtual da Sociedade Internacional de Marte na última sexta (16/10).

“Acho que temos uma chance de fazer na ‘segunda janela’ de viagem para Marte”, afirma o CEO da SpaceX em conversa com Robert Zubrin, fundador da Mars Society.

Essa janela a que Elon Musk se refere é uma oportunidade de lançamento que surge a cada 26 meses para missões destinadas a Marte, quando temos a menor distância entre a Terra e o Planeta Vermelho. A próxima janela será aberta em 2022 e o bilionário sul-africano se refere à oportunidade de lançamento em 2024.

Missão da Starship

A missão da SpaceX até Marte ficará a cargo do veículo Starship, uma combinação de foguete e nave espacial reutilizável que está atualmente em desenvolvimento nas instalações da empresa no sul do estado do Texas (EUA).

A empresa aeroespacial também está planejando usar a nave estelar para missões à Lua começando em 2022, bem como viagens de transporte de passageiros ao redor da Terra.

Elon Musk sempre afirmou que os humanos precisam estabelecer uma presença permanente e autossustentável em Marte para garantir “a continuidade da consciência como a conhecemos” – caso nosso planeta deixe de ser inabitável.

Mas a SpaceX não tem planos de construir uma base em Marte. Como ela é basicamente uma empresa de transporte, seu objetivo principal é transportar cargas (e humanos) entre a Terra e Marte.

“Minha esperança é que veremos Starship na estratosfera antes do final deste ano, e se Elon estiver certo, alcance a órbita no próximo ano ou no seguinte. Isso mudará a opinião das pessoas sobre o que é possível. E então, você sabe, teremos a Nasa [agência espacial americana] buscando financiar as peças restantes do quebra-cabeça ou empreendedores avançando para desenvolver essas peças”, comenta Robert Zubrin, da Mars Society, na conferência de sexta (16/10).

Se as projeções de Musk estiverem corretas, a primeira missão da SpaceX a Marte seria lançada no mesmo ano em que os astronautas da Nasa retornariam à Lua (por meio do programa Artemis).

De acordo com o sul-africano, se não fosse pela mecânica orbital que pede o lançamento até Marte a cada 26 meses, a SpaceX “talvez tivesse uma chance de enviar ou tentar enviar algo ao Planeta Vermelho em três anos”.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.