Morre ex-craque do San Lorenzo, clube do papa

Rodolfo “El Lobo” Fischer é o terceiro maior artilheiro da história do clube argentino com 141 gols

Rodolfo Fischer

Rodolfo Fischer chegou a atuar no Brasil pelo Botafogo do Riod e Janeiro e pelo Vitória da Bahia (Foto: Wikimedia/El Gráfico/Reprodução)

Aos 76 anos e após ter lutado contra o câncer, o ex-jogador Rodolfo “Lobo’ Fischer, que atuou pelo San Lorenzo, da Argentina, o time do coração do papa Francisco, faleceu na manhã desta sexta (16/10) em Buenos Aires.

Lembrado por seus grandes momentos como artilheiro, “El Lobo” se tornou uma referência do futebol na região argentina de Misiones, a tal ponto que um dos estádios da cidade leva seu nome.

“Rodolfo no jogo se destacou por ser hermético, rebelde e um lutador incansável. Lutou até o fim em sua luta contra a dura doença do câncer”, diz matéria do jornal local El Territorio.

Tempos de campeão

Em 1968, “El Lobo” foi o responsável pelo gol da vitória do San Lorenzo no estádio Monumental de Núñez, consagrando o time como campeão invicto pela primeira vez no futebol argentino, após vencer o Estudiantes por 2 a 1 na prorrogação.

Nesse mesmo estádio, ele marcou três gols, quatro anos depois, contra o River Plate, antes de partir para o Brasil.

Em terras brasileiras, atuou no Botafogo, onde deixou sua marca e foi respeitado pelos craques da época, como Garrincha, Didi, Nilton Santos e Jairzinho.

“Excepcional atacante, difícil de parar, alto, esguio, cabeçada excelente. O requinte não era a sua maior virtude, mas patenteou a ‘bicicleta’ quando, em suas incursões pela esquerda, fingia parar a bola com uma perna e com toda a explosão e força que o caracterizava, passou rapidamente levava a bola para o outro pé, para deixar os defensores perdidos”, publica o EL Territorio.

Rodolfo Fischer jogou profissionalmente no San Lorenzo (1965-72 e 1977-78), além do Sarmiento de Junín (1980) e do Sportivo Belgrano de San Francisco em 1981. No exterior, atuou no Botafogo e no Vitória da Bahia, além do colombiano Once Caldas.

“EL Lobo” também foi o artilheiro do campeonato argentino por duas vezes. Ele é o terceiro maior artilheiro da história do San Lorenzo com 141 gols, ocupando a 32ª posição entre os artilheiros do futebol argentino.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.