Categories: Saúde

No Twitter, Rafa Kalimann revela ser vítima da síndrome do pânico

Na última segunda (21/9), a influenciadora digital e ex-BBB Rafa Kalimann, de 27 anos, publicou uma série de mensagens no Twitter revelando que sofreu um ataque de pânico no último final de semana.

“Esse final de semana, mais de um ano depois que a minha síndrome do pânico me deu um doloroso ‘oi’, sem causa, sem motivo, ela veio silenciosa, como é, e causou dor. Hoje tenho mais maturidade e entendimento do que no passado para encarar. E fé que ela já tá passando”, diz a também empresária e embaixadora da ONG Missão África.

Ela diz ter esperança de que esse problema psicológico, que, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) atinge de 2% e 4% da população brasileira, vai passar e não deixará sequelas.

“Sei que é um momento difícil mas ensina muito e vou encarar ele [sic] de cabeça erguida e com força. Não vou entregar e já procurei meus médicos para sabermos como lidar agora. Estou super grata e feliz com tudo o que tá [sic] acontecendo na minha vida, entendendo toda a graça e com muita força. Isso me faz querer compartilhar ainda mais a importância de falarmos sobre isso”, publica Rafa Kalimann no Twitter.

A jovem ainda faz questão de orientar os seguidores (são quase dois milhões na rede social de 240 caracteres) a colocar para fora as dores, buscar alguém para conversar e “não ter vergonha de pedir ajuda quando necessário”.

Entenda a síndrome do pânico

De acordo com artigo divulgado pelo site do Instituto de Psiquiatria Paulista, o transtorno do pânico, como a síndrome também é conhecida, é caracterizado por crises de medo e pânico inesperadas, associadas a sintomas físicos, como náuseas, suor e taquicardia e emocionais, como sensação de morte iminente e desespero incontrolável, sem causa aparente.

“Quando as crises são recorrentes, as implicações na vida da pessoa podem ser inúmeras, causando um desconforto incalculável. Algumas situações específicas podem causar os ‘gatilhos’ que geram a síndrome do pânico. Isso faz com que a pessoa evite tais situações com medo de que a crise seja desencadeada”, esclarece o site da instituição médica.

Como não há uma causa conhecida para a síndrome do pânico, conforme o instituto, existe uma combinação de fatores associada à predisposição genética, ao excesso de estresse, ao uso abusivo de certos medicamentos e ao consumo de drogas e álcool.

Confira um vídeo do famoso oncologista Drauzio Varella sobre o tema:

Principais sintomas

O ataque de pânico desencadeado na síndrome apresenta sintomas físicos e emocionais. Os principais sinais, segundo a instituição médica, incluem:

  • Palpitações
  • Dor torácica
  • Suor
  • Aumento da pressão arterial e da frequência respiratória
  • Tontura
  • Dormência e/ou formigamento em membros
  • Náuseas e vômitos
  • Tremores
  • Medo súbito e de alta intensidade
  • Sensação de morte iminente
  • Sentimento de estar “fora do ar”

Tratamento da síndrome do pânico

O Instituto de Psiquiatria Paulista explica que existem muitos medicamentos que podem ajudar no tratamento do transtorno do pânico, mas que devem sempre estar associados ao acompanhamento de um médico e de um psicólogo.

“Por isso, é fundamental que o paciente que sofre de ataques de pânico seja devidamente avaliado e acompanhado por um psiquiatra que possa indicar o melhor tratamento para cada caso, para que haja mais eficiência na resolução. Após a interrupção do tratamento farmacológico, a continuidade do acompanhamento psiquiátrico é fundamental para a prevenção de recaídas”, alerta o artigo do site.

João Paulo Martins

Recent Posts

Descoberta nova doença genética grave que afeta os homens

Chamada de síndrome Vexas, problema causa inflamação em várias partes do corpo e ainda não…

28 de outubro de 2020

Galo de briga mata policial nas Filipinas

O agente de polícia participava de operação numa rinha de galos e teve uma artéria…

28 de outubro de 2020

Watch Dogs: Legion apresenta bug no Xbox One X

Terceiro jogo da franquia da Ubisoft será lançado amanhã (30/10) e já está causando problemas…

28 de outubro de 2020

Thank you for trying AMP!

We have no ad to show to you!