Neymar aparece chamando Álvaro González de viado em vídeo

O craque brasileiro acusou o zagueiro espanhol do Olympique de ofensa racial após o jogo do último domingo (13/9). Agora, surge uma gravação com atacante do PSG cometendo homofobia

Neymar chama Álvaro Gonzalez de maricón

Neymar chama o zagueiro Álvaro González de “puta maricón” (muito viado) (Foto: Twitter/Vincent1393bis/Reprodução)

No último domingo (13/9), no jogo em que o Paris Saint-Germain (PSG) perdeu de 1 x 0 para o Olympique de Marselha, pelo Ligue 1 (Campeonato Francês), o Neymar Jr. reclamou nas redes sociais que o zagueiro Álvaro González o chamou de “macaco”.

“Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca”, publica o craque brasileiro no Twitter após a partida.

Nesta quarta (16/9), um vídeo feito pelo canal espanhol GOL revela que Neymar xingou o zagueiro do Olympique de “puta maricón” (“muito viado”).

Assista às imagens da emissora espanhola:

No Twitter, o usuário Vincenzo Tommasi publicou o vídeo do jogo com a seguinte mensagem: “Ao dissecar as imagens do momento inocente de Álvaro González, percebemos que Neymar teria dito “puto maricón”. Observação de natureza homofóbica. Então #NeymarHomophobe?”.

Segundo o portal GE, da Globo, a empresa responsável pela transmissão da Ligue 1, a Télefoot, diz que não encontrou indícios de que o zagueiro do Olympique disse ofensas racistas contra o atacante brasileiro do PSG.

A Télefoot afirma ainda que entregou as imagens da partida à Liga de Futebol Profisisonal que administra o campeonato francês.

Quem também não acredita que Álvaro González tenha cometido racismo no jogo de domingo (13/9) é o tio do zagueiro espanhol, Manuel Soberon.

“Ele o chamou de bobo [imbecil em espanhol] e não mono [macaco]. Neymar o insultava o tempo todo durante a partida”, diz Soberon citado pelo portal GE.

Tanto Neymar quanto González aguardam a decisão do comitê disciplinar da liga francesa.

Como mostra o GE, caso a homofobia seja comprovada, o craque brasileiro pode pegar suspensão de sete jogos. E se o racismo também for confirmado, o espanhol ficaria até 10 partidas sem atuar pelo Olympique.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.