Jiboia volta a invadir casa da Ivete Sangalo

Daniel Cady, marido da cantora baiana, divulgou no Instagram as imagens da cobra que entrou na mansão do casal, que fica na Praia do Forte (BA)

Cobra na casa da Ivete Sangalo

Daniel Cady, marido da Ivete Sangalo, publicou um vídeo da jiboia que entrou na casa deles no sábado (12/9) (foto: Instagram/danielcady/Reprodução)

Em vídeo divulgado na noite do último sábado (12/9) no Instagram, o nutricionista baiano Daniel Cady, marido da cantora Ivete Sangalo, mostrou que uma cobra jiboia invadiu sua casa na Praia do Forte, na região metropolitana de Salvador (BA).

“Mais uma linda visitante aqui em casa. Capturada e solta de volta para a mata”, diz o nutricionista na publicação do vídeo que mostra o animal já capturado e dentro de uma caixa.

Essa não é a primeira vez que uma serpente entra na mansão de Ivete Sangalo, que mora com Daniel Cady e os três filhos (Marcelinho, Marina e Helena). Em abril, outra jiboia havia usado a residência deles como “rota de passagem”.

“Uma visita em casa. Eu disse a ela, fique em casa! Linda passando pra dar um beijo”, publica a cantora baiana no post do vídeo divulgado dia 9 de abril.

Espécie comum no Brasil

De acordo com informações do site Biologia Net, a jiboia (Boa constrictor), que é parente da sucuri (anaconda), possui duas subespécies no Brasil:

Boa constrictor amarali: apresenta coloração predominantemente cinza ou marrom. Não ultrapassa os 2,4 m de comprimento. Ocorre na região do Cerrado

Boa constrictor constrictor: apresenta coloração variada, podendo ir do cinza claro ao marrom-escuro. Pode chegar a 4 m de comprimento. É encontrada na Amazônia, Mata Atlântica, Caatinga e Restinga

“Muitas pessoas acreditam que a jiboia é venenosa […] No entanto, isso não é verdade, pois as jiboias não apresentam glândulas de veneno, nem dentes inoculadores”, informa o Biologia Net.

A serpente se alimenta de pequenos mamíferos, como roedores, lagartos, aves, entre outros animais. “Ela mata suas presas por meio de um processo de constrição, ao envolver-se no indivíduo. A constrição é tão forte que interrompe o fluxo sanguíneo, impedindo a chegada de oxigênio aos órgãos”, esclarece o site especializado.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.