Saiba mais sobre cistos no ovário, que levaram Hilary Swank a processar seu plano de saúde

Atriz americana foi diagnosticada com o problema comum em muitas mulheres em 2008. Desde então, ela diz que seu seguro saúde não vinha cobrindo o tratamento

Hilary Swank com seu cachorro - Instagram

Assim como Hilary Swank, muitas mulheres sofrem com cistos no ovário, que podem ser benignos ou não (Foto: Instagram/hilaryswank/Reprodução)

Em publicação feita no Instagram na última quinta (10/9), a atriz americana Hilary Swank, que acaba de estrear a série de ficção científica Away, na Netflix, revela que entrou com uma ação contra seu plano de saúde por não ter aceitado o tratamento para ovário policístico.

Em documentos judiciais obtidos pela revista People, a atriz vencedora do Oscar afirma que o plano de saúde SAG-AFRA “parou de permitir pedidos de tratamento de cistos [tipo de tumor composto por líquidos] ovarianos” em 2015.

Swank foi diagnosticada com ovário policístico em 2008. Na mesma época, seu ovário esquerdo precisou foi ser removido numa cirurgia de emergência. Os documentos também mostram que, em 2015, a atriz de 46 anos estava “passando por procedimentos para preservar sua capacidade de gestação no futuro”.

“Estou realmente exausta com a forma como os problemas cíclicos e de saúde ovariana das mulheres continuam a ser tratados pelos seguros de saúde. Experimentei isso em minha própria vida e leio continuamente sobre isso nas redes sociais e na imprensa”, reclama a estrela de Hollywood no Instagram.

No post, Hilary Swank não revela que tipo de cisto ovariano ela possui ou como o problema afeta sua saúde. Ainda assim, é preciso dizer que muitas mulheres sofrem com a mesma condição em algum momento de suas vidas – mas a maioria dos cistos é inofensiva e pode até passar despercebida ou desaparecer espontaneamente.

Tipos mais comuns de cistos no ovário

De acordo com a obstetra e ginecologista Anita Sit, do Centro Médico Santa Clara, nos Estados Unidos, em entrevista para o site Health, a maioria dos cistos nos ovários se desenvolve a partir de folículos que se formam todos os meses como parte do ciclo menstrual.

“Um folículo que continua crescendo é conhecido como cisto funcional. Um cisto folicular ocorre quando o folículo não se rompe ou libera seu óvulo como deveria. E o cisto de corpo lúteo ocorre quando o fluido se acumula dentro do folículo depois que o óvulo é liberado”, esclarece a médica.

Existem outros tipos de cistos ovarianos que não estão relacionados à função normal do ciclo menstrual. Segundo Anita Sit, isso inclui o endometrioma, que se desenvolve como resultado da endometriose, ou seja, quando o tecido do endométrio [que cobre o ovário] cresce desordenadamente.

Apesar de muitos serem benignos, alguns cistos podem causar sintomas graves.

“Alguém com cisto ovariano pode sentir dor pélvica ou abdominal, náuseas e às vezes vômitos. Eles podem causar inchaço ou peso no abdômen, como se algo grande estivesse crescendo por dentro. Você deve procurar atendimento médico imediato se sentir dor abdominal ou pélvica súbita e intensa, ou dor com febre e vômitos”, alerta a ginecologista americana ao Health.

Existe prevenção para os cistos no ovário?

A especialista afirma que não há como prevenir o surgimento desse problema ovariano. Mas exames pélvicos regulares ajudam a garantir que as alterações não fiquem sem diagnóstico. “Se você sentir algum sintoma incomum, converse com seu médico”, completa Anita Sit.

No Instagram, Hilary Swank diz que o ovário policístico teve um impacto enorme sobre ela e a inspirou a ajudar outras mulheres. Ela espera ser “uma voz” ativa para todas que sofrem de problemas de saúde e lutam com os planos de saúde pela cobertura e pelos cuidados de que precisam. “É hora de sermos tratadas com justiça”, escreve a atriz.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.