Não deixe de adicionar açafrão à sua dieta

Também chamado de cúrcuma, esse tempero possui um composto bioativo com propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes

Açafrão da terra - Pixabay

Açafrão-da-terra ou cúrcuma possui curcumina, um nutriente que ajuda contra inflamações (Foto: Pixabay)

Se você quiser seguir uma dieta anti-inflamatória, além de frutas e vegetais coloridos e peixes ricos em ômega-3, é importante adicionar açafrão-da-terra às refeições.

De acordo com a nutricionista americana Krista King, em entrevista divulgada pelo site Popsugar no dia 3 de setembro, a cúrcuma, como também é conhecido o tempero amarelo típico do Sudeste Asiático, possui um composto bioativo conhecido como curcumina, que tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.

“Isso significa que ajuda a reduzir a inflamação e a eliminar os radicais livres que podem danificar as células”, diz a especialista.

Nem todos podem consumir

Embora o açafrão-da-terra seja seguro para a maioria das pessoas consumirem nas refeições, King alerta que ele pode não ser recomendado para todos.

A nutricionista sugere que quem sofre dos seguintes problemas de saúde deve consultar um médico antes de adicionar cúrcuma à dieta:

As mulheres grávidas, amamentando e quem tem infertilidade também precisa tomar cuidado ao adicionar o tempero ao dia a dia.

Açafrão-da-terra em pó ou natural?

A cúrcuma é vendida no mercado em diferentes formas – e cada uma apresenta diferentes concentrações do composto bioativo, segundo Krista King revela ao Popsugar.

Por exemplo, uma colher de chá de açafrão moído contém cerca de 200 mg de curcumina, embora possa variar.

Por sua vez, a raiz in natura facilita a absorção dos nutrientes pelo organismo. Uma desvantagem, porém, é que a cúrcuma fresca obviamente tem uma vida útil mais curta do que o tempero moído.

Quanto e como devemos consumir?

“500 mg de curcumina por dia é a dose recomendada, em geral, mas, novamente, você precisa procurar aconselhamento de seu médico”, orienta a especialista americana.

Ainda segundo a nutricionista, é importante notar que a curcumina não é bem absorvida na corrente sanguínea, mas ao utilizá-la junto com a pimenta-do-reino, que possui um composto chamado piperina, há um aumento na absorção.

Krista King sugere, pela manhã, o consumo de uma colher de chá de açafrão-da-terra adicionado ao leite (gelado ou quente) com uma pitada de pimenta-do-reino.

Outra opção é fazer uma vitamina anti-inflamatória com banana, leite de coco, proteína em pó (whey protein), cúrcuma e uma pitada de pimenta preta.

No almoço ou jantar, a especialista recomenda curry de coco: adicione seus vegetais favoritos, proteínas (King recomenda tofu ou frango), leite de coco, gengibre fresco, açafrão e pimenta-do-reino e sirva com arroz de couve-flor ou quinua.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.