Obesidade pode favorecer a infecção causada pela Covid-19

Estudo aponta o excesso de peso como fator que desregula o sistema imunológico e favorece a atuação do novo coronavírus (SARS-CoV-2)

Desenho Médico Mede Barriga de Obeso

A obesidade faz com que o sistema imunológico responda de forma exagerada e não consiga combater o coronavírus (Foto: Freepik)

Além de causar inúmeros problemas de saúde, como diabetes, a obesidade pode impedir que o sistema imunológico ataque o novo coronavírus de forma adequada.

De acordo com um estudo publicado na revista científica Endocrinology, nesta quinta, dia 3 de setembro, o excesso de peso gera uma resposta imune exacerbada do organismo, dificultando o combate à infecção causada pela Covid-19.

Como mostram os cientistas, quando uma pessoa com obesidade se depara com uma infecção, isso pode levar à hiperativação do sistema imunológico, mas de uma forma prejudicial que não combate a doença.

“A pandemia de Covid-19 nos tornou cientes das complexas interações da obesidade com doenças infecciosas e as lacunas em nossa compreensão de como as condições crônicas de saúde afetam nossas respostas imunológicas à infecção aguda”, diz a pesquisadora Kanakadurga Singer, da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, uma das autoras da pesquisa, citada em comunicado da Sociedade de Endocrinologia dos EUA divulgado nesta quinta (3).

Segundo a cientista, as evidências recentes apontam para o macrófago, que faz parte do sistema imune, como o “culpado” pela maior gravidade da infecção causada pelo coronavírus.

“Nosso estudo se concentra no que já se sabe sobre a interação entre obesidade, macrófagos e outras infecções como a gripe. Os achados destacam a importância de compreender como a obesidade pode interagir com novos medicamentos ou vacinas que são desenvolvidos para Covid-19”, completa Singer.

O estudo salienta que as respostas imunológicas irregulares causadas pela obesidade levam à lesão de órgãos em infecções graves por Covid-19 e prejudicam a capacidade de uma pessoa de combater o vírus.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.