Elon Musk fala sobre dificuldade em colonizar Marte

O empresário dono da SpaceX fez uma videoconferência e garante que sua empresa aeroespacial será capaz de levar seres humanos até o Planeta Vermelho

Montagem de Marte com Elon Musk

Elon Musk diz que a SpaceX deve chegar em Marte, mas construir uma base no Planeta Vermelho será muito difícil (Foto: YouTube/PewDiePie/Reprodução)

Em videoconferência transmitida nesta quarta, dia 2 de setembro, no Twitter, o empresário sul-africano Elon Musk, fundador da Tesla e da SpaceX, diz que a criação de uma base permanente em Marte será a parte mais difícil da colonização do Planeta Vermelho.

“Chegar a Marte não é o principal problema. Construir uma base autossuficiente é uma tarefa difícil. A probabilidade de morte é alta, mas se tivermos sucesso, será uma conquista muito importante”, comenta Musk durante a transmissão.

Segundo ele, sua empresa aeroespacial SpaceX chegará a Marte, mas não se trata apenas de alcançar o nosso vizinho, e sim, quando e como.

“Temos que construir uma base em Marte e depois construir uma cidade e chegar ao ponto em que seja autossustentável”, enfatiza o bilionário no Twitter.

Nave espacial

Elon Musk aproveita a videoconferência para informar aos fãs que o primeiro voo teste da nave espacial Starship, da SpaceX, em volta da órbita da Terra provavelmente ocorrerá em 2021.

Ao mesmo tempo, não descarta que os primeiros voos da nave “possam não funcionar”, pelo fato de a empresa “operar em território desconhecido”.

“Ninguém jamais fez um foguete orbital totalmente reutilizável”, afirma o empresário ao lembrar que a espaçonave de 50 m de comprimento seguirá a lógica dos foguetes Falcon 9, que são capazes de retornar após uma missão no espaço.

Testes necessários

De acordo com Musk, para que a Starship possa voar até Marte deve “realizar centenas de missões com satélites antes de lebvar pessoas a bordo”.

No momento, a empresa está tentando simplificar a configuração do foguete auxiliar Super Heavy, que corresponde ao primeiro estágio do lançamento da nave, para que possa levantar voo com 28 motores em vez de 31.

Ele acrescenta ainda que, no futuro, a Starship será capaz de transportar mais de 100 toneladas de carga.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.