Robô Curiosity flagra tornado de areia em Marte

O robô espacial da Nasa registrou o fenômeno durante uma tempestade de areia típica do verão no Planeta Vermelho

Marte é famoso por suas tempestades de areia e o robô Curiosity flagrou um tornado no início de agosto (Foto: Nasa/JPL-Caltech/Divulgação)

Marte é famoso por suas tempestades de areia e o robô Curiosity flagrou um tornado no início de agosto (Foto: Nasa/JPL-Caltech/Divulgação)

O robô espacial Curiosity, lançado pela Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço (Nasa) em 2011, tem explorado a paisagem de Marte desde 2012. Agora, um de seus registros mais recentes vem chamando atenção: um tornado de poeira.

Marte é conhecido por suas tempestades de poeira, tanto que em 2018 o planeta registrou um fenômeno tão forte que desativou o robô Opportunity, que estava em atividade no Planeta Vermelho desde 2004.

A imagem em preto e branco capturada pela câmera NavCam do Curiosity no início de agosto, nos dá um exemplo dos “redemoinhos” de Marte em meio a uma tempestade de areia.

De acordo com a Nasa, em comunicado divulgado em seu site no dia 26 de agosto, o equipamento do robô criou os filmes do redemoinho de poeira por meio de várias imagens capturadas ao longo de um período de tempo. Elas foram então processadas na Terra pela equipe da agência – por isso parecem de má qualidade.

Abaixo, um dos vídeos criados com imagens capturadas pelo robô Curiosity:

Hemisfério sul de Marte

Por meio desses pequenos filmes, os cientistas são capazes de compreender a formação, o tamanho, a direção e a duração dos tornados de areia.

O Curiosity registrou o impressionante redemoinho na cratera Gale, localizada no hemisfério sul do Planeta Vermelho, que vive sua temporada de “verão”. Portanto, a atmosfera na região está constantemente esquentando.

O forte aquecimento da superfície de Marte dura do início da primavera até meados do verão, de acordo com a Nasa.

Apesar de ter uma atmosfera muito mais fina do que a da Terra, nosso “vizinho” é capaz de criar ventos. Quando esses ventos ganham velocidade, as partículas secas de poeira na superfície de Marte e na atmosfera começam a se mover, criando tempestades de poeira, que se intensificam no verão marciano.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.