Síndrome de Lázaro volta à mídia após menina “ressuscitar” na Indonésia

A jovem de 12 anos estava sendo preparada para o enterro quando os sinais vitais retornaram por um certo período de tempo

Câmaras Resfriadas de um Necrotério de Hospital

Uma menina de 12 anos retornou à vida enquanto estava sendo preparada para o enterro na Indonésia (Foto: Pexels)

O caso da menina de 12 anos que voltou à vida pouco antes do enterro vem chamando a atenção do mundo inteiro e retrata mais um caso da chamada Síndrome de Lázaro (personagem bíblico que teria ressuscitado por um milagre de Jesus Cristo).

De acordo com matéria publicada pelo site indonésio Bogor, Siti Masfufah Wardah, de 12 anos, natural do distrito de Lumbang, a cerca de 300 km de Jacarta, capital da Indonésia, abriu os olhos e recuperou os batimentos cardíacos quando o corpo estava sendo limpo para o enterro.

A família chamou o serviço de emergência, que forneceu oxigênio à criança, mas ela “morreu de novo” uma hora depois.

Como mostra o site, a menina foi declarada morta às 18h do dia 18 de agosto no Hospital Dr Mohamad Saleh, da cidade de Probolinggo, após complicações decorrentes do diabetes crônico.

Síndrome de Lázaro

Pacientes que morrem de insuficiência cardíaca podem voltar a ter pulsação por um breve período, devido a uma condição conhecida como Retorno da Circulação Espontânea, popularmente chamada de Síndrome de Lázaro.

Cerca de 82% dos casos ocorrem 10 minutos após a morte, de acordo com um estudo realizado por médico do Hospital Glan Clwyd, do Reino Unido, e que foi publicado em 2007 no periódico científico Journal of the Royal Society of Medicine.

Desde 1982, quando o fenômeno foi descrito pela primeira vez na literatura médica, houve pelo menos 38 casos relatados.

Ainda segundo a pesquisa, cerca de 45% dos pacientes vítimas da Síndrome de Lázaro tiveram boa recuperação neurológica.

Caso da menina indonésia

“Quando seu corpo estava sendo banhado, a temperatura corporal subiu de repente. E seus olhos fechados logo reabriram. Descobrimos que seu coração estava batendo novamente e seu corpo se mexeu”, relata o pai da menina Siti Wardah, Ngasiyo, citado pelo Bogor.

Depois que sua morte foi confirmada pela segunda vez, o corpo da jovem foi lavado novamente e enterrado no cemitério da vila Lambangkuning, em Lumbang.

O chefe da polícia, Muhammad Dugel, confirmou o incidente ao site indonésio e disse que as investigações já estão em andamento.

Causa do “ressuscitação” espontânea

O estudo de 2007 afirma que os principais sinais da Retorno da Circulação Espontânea podem incluir respiração, tosse e pulsação.

Ele sugere que a Síndrome de Lázaro pode ser causada por um aumento de pressão no peito após uma reanimação cardiorrespiratória. Assim que a prática é interrompida, essa pressão pode ser gradualmente liberada e fazer o coração voltar a funcionar.

Outra teoria é a ação retardada de medicamentos usados como esforços de reanimação, incluindo a adrenalina.

“É possível que as drogas injetadas numa veia periférica de forma inadequada causa um retorno venoso prejudicado. Quando o retorno venoso melhora, após a reanimação cardiorrespiratória, a administração de drogas pode contribuir para o retorno da circulação”, explicam os cientistas no artigo publicado em 2007.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.